quarta-feira, 22 de abril de 2009

Game Over

Assim, com 20 minutos de antecedência, recebo um e-mail avisando que meu free trial do Last.fm estava por acabar.

E acabou de acabar. Assim. No meio da música. Agora basta eu me inscrever e, obviamente, pagar.

Desde maio de 2007 eu era adepta desse espaço musical, onde descobri várias músicas e artistas que eu até então desconhecia. Era quase como se ali estivesse estampada a minha identidade musical. E quem me conhece sabe que minha identidade musical é praticamente o resumo do que eu sou.

Esse definitivamente não era o momento de fazerem isso comigo. Tudo que é parte da minha identidade parece estar ficando distante de mim. Seja por escolha minha ou por escolha alheia. Tudo bem, é só um site musical, mas sabem como é: TPM, outono, poesia, música... A gente fica sensível.

Então eu estou de luto: pelos lasts, pelos firsts, pelo que nem aconteceu, pelo que eu não queria que tivesse acontecido, pelo que eu vejo estando cada vez mais longe de acontecer... Estou assim, (en)Lu(tando).

Para quem ainda não conhece, recomendo:
Mas cuidado: vicia.

3 comentários:

Talita Prates disse...

Lu, que bom que o post fez bem pra vc!
Essas palavras da Lya foram como um bálsamo depois de uma situação específica que vivi no fds..
Ainda bem que temos as PALAVRAS, meu DEus!!!!
Bjão!
Paz.

Henrique Crespo disse...

Last but not least rs

O Lastfm é bem legal mesmo.

Que o luto seja passageiro.

Beijos

Luciane disse...

Beijão Talita!
Palavras podem ser uma benção mesmo...

***

Oi Rick!
O luto vai ser passageiro sim, obrigada! Beijo!