segunda-feira, 20 de abril de 2009

O 100° post é do Caio

Porque ele resume tudo que eu venho tentando dizer nessas 100 oportunidades que se passaram desde que esse canto existe...

***
ALENTO
Quando nada mais houver,
eu me erguerei cantando,
saudando a vida
com meu corpo de cavalo jovem.
E numa louca corrida
entregarei meu ser ao ser do Tempo
e a minha voz à doce voz do vento.
Despojado do que já não há
solto no vazio do que ainda não veio,
minha boca cantará
cantos de alívio pelo que se foi,
cantos de espera pelo que há de vir.

Caio Fernando Abreu

4 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Parabéns pelo "aniversário"! rs
Magnífica escolha.

Wania disse...

Parabéns pelo teu 100º post.
Que continues assim... produzindo cada vez mais!
Realmente, estas palavras do Caio são um ALENTO...
Bjs.

Luciane disse...

obrigada gurias!
Acho que nao paro tao cedo... Tomara que so melhore e vcs nao deixem de passar por aqui! Bjos!

Flavio Ferrari disse...

Caio,
Cante, também, pelo que é !
Isso é tudo o que temos.