quarta-feira, 20 de maio de 2009

Teimosia burra

Eu não deveria estar escrevendo esse post agora.

Eu não deveria ter visitado a minha amiga Jo depois do trabalho e ido comer um bauru com cerveja.

Eu não deveria ter visto o final do segundo tempo do jogo do Inter, que nem mesmo é o meu time.

Eu não deveria.

Eu deveria estar dissertando. Eu deveria estar sendo resiliente e persistindo na minha interminável saga rumo ao título de mestra ao qual almejo.

Por que essa teimosia burra? Por que essa dificuldade? Eu, que sempre fui cdf até demais, responsável demais, preocupada demais... Nunca deixei estudos, trabalhos ou leituras de livros chatos do colégio para última hora e agora parece que estou teimosa, parece que não quero terminar isso. Por que? Boicote? Medo? Tudo bem que uma certa dose de rebeldia na vida sempre vem bem, mas na hora e lugares certos.

Acho que não nasci para ser pesquisadora. Eu gosto é de gente, não de papel. Eu gosto de vozes, não de teorias escritas.

Mas seria muita burrice morrer na praia dessa maneira, depois de dois anos de dedicação. Espero que menos posts surjam nos próximos dias, espero que os amigos entendam recusas de visitas. Eu preciso ser resiliente e dissertar loucamente nos próximos dias.

Então tá.

4 comentários:

Carolzinha disse...

te entendo... acabei de passar por isso...
boa sorte com a dissertação!
no final sempre dá tudo certo!

Daniel disse...

muitíssimo bem, guria. um pouco de firmeza no propósito e os papéis virão. sprint para cruzar a fita e liberar aquele neurotransmissor do dever cumprido. por outro lado, espero que o bauru não tenha sido sabor traiçãoi. mesmo assim, essas pequenas benfeitorias gastronômicas fora de hora são muy dignas de citação em agradecimentos de dissertação. dessa lista, o que, claro, tu não deveria ter feito é ter perdido minutos do teu precioso tempo em frente ao televisor para ver esse pessoalzinho de vermelho jogar. lamentável.

marcelo disse...

O importante é que o Inter não morreu na beira da praia... Hehehe!
Adota o Inter como modelo que não vai ter erro! Encarna o espírito do Guiñazu mãna! Entra no meio e sai rachando!

Luciane disse...

Pois é. Dizem que no fim da tudo certo mesmo, Carol. Assim espero.
***
Pra tu ver o quanto eu tô evitando essa dissertação a ponto de até preferir ficar vendo jogo do Inter. Caso grave.
***
E eu lá me importo com o Inter morrer na praia! Mas quanto ao espírito do Guinazu, vamo lá, eu tenho que dar o braço a torcer. O lance é não amarelar nas divididas mesmo! Valeu mano!