quarta-feira, 13 de maio de 2009

É isso que eu quero...


Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais

6 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Também quero a esperança de óculos...
Expressão linda!

Luciane disse...

Oi Re! Expressão que diz tudo né? Eu também quero "ficar do tamanho da paz", outra frase que adoro.
Beijos!

Wania disse...

Oi, Luciane...
Essa música é liiiiinda.
Eu também quero paz, esperança, meus filhos de cuca legal, amigos, discos, livros e nada mais!!!

Bjs e bom restinho de semana pra ti!

Nadia lopes disse...

hum, esperança de óculos é uma esperança que enxerga além e ainda assim crê?
Também quero isso tudo!
Adorei me lembrar dessa musica!
beijo

Paula disse...

Eu também quero!

Luciane disse...

Vamos então buscar essa casa no campo, que não é uma casa concreta, de tijolos e cimento. É uma casa que a gente constrói dentro de nós mesmos. É esse lugar de paz que cada um de nós tem dentro de si mas que às vezes esquece de visitar, não é?
Beijos a todas, queridas!!!