segunda-feira, 18 de maio de 2009

Inteligência emocional?


E pois que o cérebro continua sendo pauta de minhas ultimas reflexões.

Ontem jantei com um monge indiano de 73 anos que tem doutorado em física quântica e faz atendimentos a pacientes em uma unidade de oncologia em Fortaleza. Os atendimentos são basicamente meditações e relaxamentos. Aliás, quase pedi uma sessãozinha para mim também!

O que mais me impressionou é que as técnicas que ele usa provocam efeitos a nível cerebral que podem alterar condições respiratórias, de pressão sanguínea e conseqüentemente, de humor. Isso tudo cientificamente comprovado!

Aí é que a pulguinha começou a coçar e pude ter uma conversa ótima com ele, metida e perguntadeira que eu sou: Onde ficam as emoções no nosso cérebro? Como - de acordo com a crença dele - a imposição de mãos em uma certa angulação ou com tais ou outros dedos unidos pode provocar tamanha alteração cerebral ou respiratória a ponto de alterar meu “ânimo”, ou até meus sentimentos?

Aonde ficam as tais das nossas emoções? Nossos conflitos psíquicos? Como é que eles "dançam" com nossas conexões cerebrais, hormonais?

Fiquei intrigada e estou até agora pensando que o corpo da gente é mesmo uma engrenagem delicada e sutil. E que temos que dar mais ouvidos e mais tempo a ele.

Vocês sabiam que respiramos tão mal a ponto de reter muito mais gás carbônico em nosso organismo do que deveríamos, o que faz com que isso torne o sangue mais ácido, sendo então um meio de proliferação de bactérias e de células anômalas (cancerígenas, por exemplo)? Quanto mais alcalino nosso sangue, melhor, e para isso é preciso que tenhamos mais oxigênio e menos CO2 eem nosso organismo. E que temos duas narinas para poder contemplar os dois hemisférios cerebrais em termos de respiração?

Alguém presta a devida atenção a sua respiração?

Nossa...meu cérebro tem trabalhado muito... Só não sei o que ele anda fazendo com tanta emoção que anda por aqui...

Respiro fundo e sigo o baile...

3 comentários:

Nadia lopes disse...

Ah, eu conheci esse indiano, ele é TUDO de bom né? Ouvi numa palestra, deve ser o mesmo...
Eu não sei onde tudo se processa, mas que somos uma máquina linda eu não tenho dúvida...e talvez a emoção escoe no sangue e vá lentamente irrigando tudo de alegria,felicidade ou dor...
beijo

Wania disse...

Oi, Luciane...
Somos um engenhoca e tanto... por isso tantos problemas, ajustes e consertos!

É muito bom poder compartilhar estes momentos contigo!
Para retribuir isso tudo, tem um presentinho (selinho) lá no meu blog pra você. Sinta-se à vontade para pegá-lo ou não, mas a homenagem é de coração!!
Bjão.

raul disse...

Interessante esse Monge e suas sessões de meditação, e como estas alteram o funcionamento do cérebro e consequentemente a maneira de estar da pessoa.E a respiração uma coisa tão simples e banal....realmente quanto mais vivemos menos sabemos.
Como posso saber mais acerca do assunto.
Raul Santos de Tomar Portugal.