quinta-feira, 7 de maio de 2009

A escuridão em chamas

Quanto mais a escuridão incendeia mais ela me invade e me comprime. Mas isso não me anula. Hoje o café preto é que me engole e as sombras do sol é que aquecem minhas interrogações. Parece que a sombra não cansa de me visitar e dança comigo, me tonteia, e me solta como em brincadeira de criança, para que eu descubra se posso encontrar meu caminho sozinha.

Entrar mais fundo na toca do coelho não a torna menor. O fogo segue ardendo mesmo para quem acredita ser imune a ele. E queima mais e mais. Combustão de descobertas.

O pequeno homem da história acima (autoria do brilhante Quino), ousou em descobrir que parte escura era aquela que o incomodava. Mas foi covarde para entrar de verdade, com os dois pés. Precisou de uma vela para antes de arriscar-se, prever. E não previu nada. Não enxergou nada. Foi quase engolido pelo escuro que temia. Porque na realidade ninguém pré-vê nada. Isso seria muito cômodo. Ou vemos ou não vemos. E no momento que vemos já estamos envolvidos, comprometidos com o que foi visto. E isso gera responsabilidade pelas atitudes tomadas dali em diante, seja enfrentar, negar ou fugir do que se viu.

Quem mais tenta aplacar ou negar sua escuridão é quem mais sofre com ela, consciente ou inconscientemente.

Eu, quanto mais converso com a minha, a devasso e menos a entendo, mais torno a querer saber.

Acuada muitas vezes, ainda assim sigo curiosa. Mas incendeio a vida, não a escuridão. Porque preciso dela para ser luz.

5 comentários:

pensar disse...

Oi Lu,
E' preciso coragem.
Coragem nao nos falta,pois aos poetas as palavras estao ao vento expostas em sentimentos.As palavras da o som da musica, dancamos e balancamos.
A beleza esta no olhar.
Bjs

marcelo disse...

Muito bom Lú! Conseguiu colocar palavras nas imagens do Quino de um jeito lindo.

Nadia lopes disse...

um brinde aos nossos escuros, aos nossos incêncios e todas as luminosidades que poderemos fazer surgir e descobrir nisso tudo!
beeeeeeijo

Wania disse...

Oi, Luciane
O escuro é um sótão para os nossos fantasmas... o que não podemos esquecer que fantasmas "não enfrentados"...voltam a nos rondar mais cedo ou mais tarde!
Nem eles gostam do escuro!

Luz, muita luz pra você.
Bjs

Luciane disse...

Oi Mari! Coragem, sempre! Bjo!
***
Que bom que tu gostou, mano! Beijos!
***
Tim tim nádia querida! Beijo!
***
Obrigada Wania! Muita luz para ti também! E mais uma semana de abstinência pra gente... :)