segunda-feira, 11 de maio de 2009

Caio 3D

Que coisas são essas que me dizes sem dizer, escondidas atrás do que realmente quer dizer?

Tenho me confundido na tentativa de te decifrar, todos os dias. Mas confuso, perdido, sozinho, minha única certeza é que cada vez aumenta ainda mais minha necessidade de ti. Torna-se desesperada, urgente. Eu já não sei o que faço. Não sinto nenhuma outra alegria além de ti.

Como pude cair assim nesse fundo poço? Quando foi que me desequilibrei? Não quero me afogar: Quero beber tua água. Não te negues, minha sede é clara.

Caio Fernando Abreu

5 comentários:

Nadia lopes disse...

Te respondo com Caio também:
"Acho que sou bastante forte para sair de todas as situações em que entrei, embora tenha sido suficientemente fraco para entrar."

"Será que, à medida que você vai vivendo, andando, viajando, vai ficando cada vez mais estrangeiro? Deve haver um porto."

torcendo que sim, exista um porto e que seja seguro e alegre!
beijo

:DouG disse...

Bonito texto, belas fotos e tu que clicas?

Luciane disse...

O Caio é tudo, não?

Talita Prates disse...

Jura, Lu? Igual? rs
É uma boa lista, né?! rs
Obrigada pela visita, viu! Volte sempre.
Bjo e paz.
PS: gostei MUITO desse texto do Caio. :D

Luciane disse...

Igual, Talita! São essas sincronicidades, né?
Pode deixar que eu te visito bastante sim!
Beijos e ótima semana pra ti!