segunda-feira, 15 de junho de 2009

Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter


Então, abandonou qualquer culpa, abraçou suas dúvidas e seguiu sonhando e acreditando na vida, mesmo sabendo que as nuvens não passam de esperança do céu.

*com a música dos Engenheiros na cabeça, sei lá porquê.

7 comentários:

Talita Prates disse...

Gostei muuuuito!
Bjão.

marcelo disse...

Gostei! Muito bonito. Adorei "abraçar as dúvidas". Não temos outra escolha.

Luciane disse...

Oi Talita! Vindo de uma poeta como tu, me sinto honrada! :) Bjão!
***
Que bom que tu gostou, Marcelinho! Não temos mesmo outra escolha. Abraçar as dúvidas e quem está por perto nessa jornada, como tu! Bjão, mano!

Marilu disse...

Isso aí Lu querida ;)
A vida é a vida real!
Pq não desconstruir as certezas e abraçar as dúvidas ? hehe
Bjos

Luciane disse...

As dúvidas dão mesmo um boooom abraço de vez em quando...e beeem apertado às vezes, não? Mas isso é sim a vida real. Vida da boa. E na veia. :)
Beijão queridona!

pensar disse...

Opa lu, acabei de escrever sobre as duvidas.Eh lindo abracar as duvidas, abracarmos todas e todos que nos habitam e todos que amamos.Viva os abracos.
Bjs

Luciane disse...

Dá-lhe Mari! Viva! Beijo!