quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Faróis

Eu queria ter faróis cortantes
para os meus dias de chuva.

Certificar-me de que
não passarei despercebida
na infinita via dos instantes.

Essa é a real proteção;
Eu não temo os acidentes
O que temo é a solidão.

12 comentários:

Marcelo Novaes disse...

Luciane,




Despercebida, não...




O lance é poder usar farol baixo quando não há necessidade de farol alto... Só nas tempestades, neblinas e escuridões.







Beijos,







Marcelo.

Luciane disse...

Falou bem, Marcelo! Ás vezes o farol alto é mais perigoso do que o baixo, ressaltam a neblina ao invés de ajudar!
Equilíbrio...como sempre, né? Obrigada pela tua visita! Seja bem vindo!

Renata de Aragão Lopes disse...

Fabuloso, Lu!

Meu tema preferido:
solidão! : )

Beijão pra você, querida!

Luciane disse...

Vai e volta e esse tema sempre nos ronda né, Rê? E é dificil quando percebemos que, no fundo, somos mesmo sós nessa nossa estrada! Mas é bom ter alguns companheiros de viagem que hora ou outra encontramos em acostamentos, refúgios ou blogs!
Beijos!!

Talita Prates disse...

Também temo a solidão, Lu.
Mas aquela solidão que não é escolhida por mim... porque tem uma que eu adoro... rs.
Lindo texto!

Obrigada pela partilha da frase do Auden! Muito pertinente!

Bjo, querida.

Luciane disse...

Verdade, minha amiga. A solidão necessária, aquela que a gente escolhe é tão fundamental quanto a companhia. Porque na verdade é estarmos diante da melhor companhia de todas: a nossa! Adoro nossas trocas ricas e poéticas! Beijos!

pensar disse...

Solidao 'e a falta de nos mesmos, pq a outra e' nossa propria ilusao.
Bjs

Luciane disse...

Rápida e certeira, Mari. Disse tudo! Beijos!

Mario Poloni disse...

Po... Perdi tempo (e beleza, é claro...) descobrindo só agora isso aqui... Desabafogado foi meu top nesta página (Faróis vem num iluminado segundo lugar...). Muito bom, bjss...

Luciane disse...

Oi Mario! Obrigada pelo entusiasmo! Apareça sempre por aqui, então...

Daniel disse...

Tuas palavras-poemas jamais te deixarão passar desapercebida.

Luciane disse...

Obrigada, Daniel! :)