quarta-feira, 11 de março de 2009

O além de mim

Quero descobrir páginas escondidas no meu caderno de devaneios. Escritos perdidos. Idéias que eu nem sabia que me pertenciam. Me ler como quem se enxerga de fora. E gostar de quem eu descubro.

Sinto dor pelos textos lindos que eu já perdi por nunca terem deixado meus pensamentos e aterrisado no real, porque não fui corajosa para encarar uma folha em branco.

Sinto medo de tantas idéias absurdas, escandalosas e perversas que ainda nem me permiti ter.

Sinto gana de revelar a mim mesma segredos que ainda escondo sem perceber.

Sinto vontade de mais e mais escrever. De mais e mais sentir. De mais e mais viver.

3 comentários:

fale com ela disse...

Que coisa boa, hein?!

Kelen disse...

Tu vê... e eu ando cheia de idéias absurdas, escandalosas e perversas! E justamente por causa da vontade de mais e mais viver. O que é o momento de cada um, né?

Luciane disse...

Coisa bem boa mesmo, Carmensita!
***
E coisa bem boa também a gente poder sentir e viver essas idéias absurdas, escandalosas e perversas, Kelen. Então vamos mais e mais viver!