quinta-feira, 23 de julho de 2009

Os limites do infinito.


O limite do infinito é o seu próprio início.

O fim é justamente onde tudo começou.
Então não há por que correr.

Terminaremos exatamente onde começamos,
nesse eterno retorno de desejos e medos.

Deve ser lenta a caminhada,
no tempo que a vida a requer.

Para que não pensemos, erroneamente,
que estamos a dar voltas no mesmo lugar.

A paisagem tem de parecer e ser nova,
mesmo sendo geograficamente a mesma.

Porque nós é quem já não seremos mais quem fomos.
.:.
"We shall never cease from exploration
And the end of all our exploring
Will be to arrive where we started
And know the place for the first time."
T.S. Elliot

2 comentários:

pensar disse...

E quem sabe se o infinito nunca comecou, tambem nao vai acabar ou retornar........pois..."nada do que foi sera, denovo do jeito que ja foi um dia".....

Luciane disse...

o infinito sempre começa de novo! Beijo!