sexta-feira, 17 de julho de 2009

Grama verde*

"Olhando a cena é que eu me sinto vivo
Deixando o tempo abrir o teu caminho
Pela grama verde eu quero te ver passar
Pela grama verde eu quero te ver passar"

A gente sempre acha que a grama do vizinho é mais verde, que o outro está melhor do que a gente, que a a sorte está sempre com outros, que a fila do lado sempre anda mais rápido do que a nossa. Tudo sempre no fora. O bom ou ruim da vida sempre na dependência do que é alheio a nós. Fácil reclamar assim, não? Às vezes parece que é só lá fora, com os outros, que o mundo está acontecendo, que só os outros estão ganhando, vencendo, se divertindo, sendo felizes.

Mas a vida não acontece lá fora. Porque o lá fora não existe. A vida acontece aqui dentro. Dentro de mim mora o mundo inteiro. E no meu mundo, eu sou a sortuda, a mais feliz, a que tem a grama mais verde, a que anda mais rápido. Isso não significa estar acomodada ou se vangloriando. Porque nem todos os dias são alegres assim e porque ainda podemos querer ser sempre mais.

Dias tristes e ruins existem, eu mesma aqui exponho vários. Mas são meus, comparados apenas comigo mesma, com meus próprios sonhos e objetivos, não com um ideal externo a mim. Isso é ilusão. O mundo é o que eu carrego aqui dentro de mim. E nele há uma grama linda, bem verde e macia, pronta para ser curtida.

*Canção linda do Vitor Ramil que inspirou esse post

8 comentários:

João disse...

A tristeza é relativa, o perder de uns pode ser a vitória de outros. O nosso mundo interno é cheio de alegrias e desilusões porém temos quer ver sempre a frente, e na minha frente sempre verei a grama verde, o céu azul e a pena esvoaçando...

Daniel disse...

Passando por uma fase Vítor Ramil? Ou é uma fase que começou quando o ouviste pela primeira vez e ainda não terminou?

Luciane disse...

Que bonito, João...gostei!
***
Daniel, cantores como Vitor Ramil não são para fases, e sim para serem constantes mesmo! Desde que ouvi "loucos de cara" pela primeira vez essa fase permanece em mim. E pelo jeito não irá terminar tão cedo! :)

Wania disse...

LU...
"Buscas a perfeição? Não sejas vulgar. A autenticidade é muito mais difícil!" Mário Quintana

A grama do vizinho é verde, mas a minha é muito mais verde porque é MINHA!!!!

Que lindo está este teu cantinho!!!
AMEI a foto. Bela escolha!
Bjão e bom findi!

Themis Bright disse...

Simples, óbvio e sempre, mas sempre, muito pertinente. Um dos melhores posts teus que eu já li. Obrigado mais uma vez por compartilhares. Um grande beijo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Cuide bem desse jardim! : )

Hoje, 20 de julho, é dia do amigo.
Farei uma postagem,
daqui a alguns instantes,
em homenagem aos que estão comigo
"no mesmo barco".

Obrigada por nossa amizade
tão peculiar:
à distância,
regada a trocas literárias.

CeciLia disse...

Lu, querida!
Adoro esta música. Ela me lembra um certo veraneio, Garopaba, tantas divagações. A vida boa, mesmo, e nisso tens razão, é essa que mora do lado de dentro.
Beijos

Luciane disse...

Wania, queridona. Obrigada pelos elogios e pelo teu carinho. Beijo e saudades de poetar contigo!
***
Valeu, Cley! Bom que tu gostou!
***
Oi Re! Que querida! Essa é uma amizade muito especial mesmo, pois só aparece o nosso interior, o que em tantas amizades "reais" as vezes nunca aparece né? Cresco muito contigo sem nem mesmo te conhecer! Beijo!
***
CeciLia, querida. É linda demais né? Que bom ter lembranças boas e ver a vida assim por dentro, bem cheia de vida. Bjão!