terça-feira, 17 de novembro de 2009

one-way ticket

Se ela soubesse que as perguntas não teriam fim e que na verdade ninguém nunca iria contar nada sobre tudo, ela cresceria com medo, insegura, querendo colher pela vida vestígios de evidências de que a vida poderia mesmo valer tal pena.

Ela não tentaria, no futuro vindouro, se disso tudo soubesse, se preocupar onde ela habita; onde mora sua essência. Ela teria sido, então, uma criança acuada, observadora e reservada; e não assim como foi, sempre dada a pequenas bobagens e confianças.

Se ela soubesse que passaria a alojar em seu corpo uma angústia que até então nunca havia sido sua, trataria de ter se preocupado menos em ser complexa e intensa quando ainda tinha tempo de ser vil e inconsequente. Fútil e fugaz.

Mas agora é tarde e essa moça pensa. E essa moça pesa. Em seu íntimo ela sempre soube que valeria a pena a densidade. Sempre soube que seria mais difícil se relacionar com os outros e ser compreendida por si mesma.

Mas ainda havia muito a saber. Ainda há muito. Ela não é, mas um pouco sempre será, a menina das pequenas bobagens. Ela já sabe que não há como saber onde mora sua essência. Ela sabe que sua essência está no mundo. E que o mundo nos escapa a cada segundo.

7 comentários:

adri antunes disse...

ehe, é, talvez a essência seja uma porção de badulaques que a gente guarda com carinho, porque fala de nós, mas a maioria das pessoas trata como se fosse só badulaque mesmo. é da vida.
ei, tb gosto do velho safado Buk, eu tinha um bar aqui em caxias temático do bukowski, acredita? jesus, vida noturna envelhece a gente dum jeito... melhor deixar pra trocar essas figurinhas pessoalmente, né? :)
tenho um amigo ae em porto que traduz o Buk, talvez até tu conheça, o pedro.
um bjuuu e o silmarillion é bem bom, principalmente pra dar brotoejas nos pseudomachadianosintelecualizados, eheh, (hj pareço ter seis anos!)
bju denovo

Luciane Slomka disse...

Bar temático de Bukowski...fiquei curiosa imaginando a decoração e o cardápio! Mas concordo quanto às figurinhas!
Beijo

Talita Prates disse...

Estou arrepiada, Lu.
Que lindo: "ela pensa/pesa"!
(isso me soa tão familiar... rs)
Essas moças, viu... rs

BJO grande! :)

Luciane Slomka disse...

Talita, querida...somos moças sempre intensas e tensas!
Beijão!

Dona ervilha disse...

"Mas ainda havia muito a saber. Ainda há muito. Ela não é, mas um pouco sempre será, a menina das pequenas bobagens. Ela já sabe que não há como saber onde mora sua essência. Ela sabe que sua essência está no mundo. E que o mundo nos escapa a cada segundo."
.
.
.
Amei, Lu.
Sem tirar nem por.
Bjo!

Lara Amaral disse...

Ótimo texto! Como eu tbm queria entender algumas dessas coisas que vc citou, antes que seja tarde.


Beijos!

Marcos Satoru Kawanami disse...

a finalidade da existência é ser feliz louvando Deus, e louvar Deus sendo feliz.


pax et bonum
marcos