domingo, 11 de outubro de 2009

Apenados

Dessa pena que aqui em cima voa
Não venha dela sentir pena
Porque pena é leve
E só quero que de mim ela leve
o peso das coisas que não sou

Tento tudo que puder valer a pena
Porque se és tu quem pena
Por vir de mim o peso que condena
Melhor que voemos nossas penas
 Cada um por sim, apenas.

11 comentários:

Wania disse...

Apenas.. LINDO!
Suavemente lindo!!!!

Lu sempre vale à pena vir aqui te ler...

Bj carinhoso pra ti

Luciane disse...

Adoro como tu sempre entende e entra direitinho nas minhas "criações".

Mas PENA mesmo é a gente se ver tão pouco se gostando tanto, né? Beijo!

Anônimo disse...

Gosto muito de uma frase, Lu. "É preciso ser leve como o pássaro, e não como a pluma" Paul Valéry beijo Fabro carpinejar@terra.com.br

marcelo disse...

Tu conseguiu tirar o peso da pena, que é a culpa, e fez ela voar numa poesia linda! Beijo!

Luciane disse...

Essa visita valeu o dia. Obrigada Fabro, querido. E adorei a frase! Quero sim ser pássaro para voar para onde eu escolher, e não a pena que segue para qualquer rumo que o vento soprar... Beijo!
***
Obrigada, mano! Beijão para ti!

Lara Amaral disse...

Gostei do jogo de palavras. Muito bem escrito, Luciana. Beijos. Boa semana.

marjoriebier disse...

"Alguma alma, mesmo que penada, me empreste suas penas..."

Tão bonito!

Luciane disse...

Obrigada, Lara! Beijo e boa semana para ti também! Ah, e é LucianE! :)
***
"Qualquer coisa que se sinta...tem tanto sentimento deve ter algum que sirva!" Amo essa música Marjorie! E o trecho realmente tem bem a ver! Obrigada! Beijo pra ti!

Renata de Aragão Lopes disse...

"só quero que de mim ela leve
o peso das coisas que não sou"

Nossas frustrações
pesam tanto...

Beijo!

pensar disse...

Que lindo Lu, com a leveza de uma pluma e a liberdade de um passaro. Sejamos nos' e nada mais.
Bjs

Luciane disse...

É, Re, mas cabe a gente torná-las mais leves como a pena e tam,bém mais doces, se possível! Beijão querida!
***
Obrigada, Mari! Beijo para ti tambem!