segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Primavera


O calor desnuda minhas idéias
Suo vontades e desafios
Aqueço lembranças,
desvelo expectativas
Quero pétalas, gelo e suor
Sei que jamais serei só
porque já sou inteira.
Floresci.

6 comentários:

Wania disse...

Lindo, Lu!

Lembrei-me de uma frase de Cecília Meireles que traduziu por muito tempo uma fase da minha vida: "Aprendi com a primavera a ser cortada e voltar sempre inteira"

A primavera nos dá muitas lições!
Que bom que a gente sempre consegue florescer, apesar de tudo!

Que teu SOL brilhe cada dia mais iluminando esta flor de pessoa que és.
Bjão!

Talita Prates disse...

Que bom, Lu!
Que delícia, sentir-se assim!
Lindas flores pra vc, flor!

Bjo.

Luciane disse...

Obrigada Wania! Beijão para ti!
***
Super beijo para ti também, Talita! E flores para nós!

João disse...

"Olhei até ficar cansado
De ver os meus olhos no espelho
Chorei por ter despedaçado
As flores que estão no canteiro
Os punhos e os pulsos cortados
E o resto do meu corpo inteiro
Há flores cobrindo o telhado
E embaixo do meu travesseiro
Há flores por todos os lados
Há flores em tudo que eu vejo"

Renata de Aragão Lopes disse...

Lembrei-me do poema
"Felicidade"
que publiquei em agosto
no doce de lira!

Florescemos! : )

Luciane disse...

E eu vejo flores em você!
***
Re, tu acredita que quando eu postei lembrei do teu poema? De alguma forma ele devia estar comigo quando escrevi, sim. Que boa a tua influência em mim! Beijo!