segunda-feira, 22 de março de 2010

A sombra da maldade


Nem há muito o que elaborar nesse assunto no momento, mas tudo que eu preciso dizer é que, apesar de saber que todo ser humano tem um potencial para a maldade dentro de si, eu acabo sempre me surpreendendo quando me deparo com ela em alguém que é ou foi próximo. Ou eu sou muito ingênua ou as pessoas cada vez menos dão valor à palavra, à honra e ao caráter. E vocês podem me perguntar se, ainda assim, eu sigo crendo para ver. A resposta certamente é sim, eu sigo, mas agora muito mais cuidadosa para saber em quem e no que eu creio. Porque certas pessoas podem receber o crédito da confiança e nunca nos mostrarem nada. Simplesmente porque nunca tiveram nada. Simples e triste assim.

7 comentários:

Dani disse...

sempre creio que este tipo de atitude foi um tremendo ato falho.
eu não acredito em maldade, acredito em profunda ignorância.

J. disse...

Eu também me espanto. Me espanto com o que algumas pessoas são capazes de fazer, às vezes contra outras. Me espanto porque insisto em acreditar no melhor das pessoas e elas continuam me decepcionando. E eu não consigo não esperar. Embora esteja cada vez mais difícil crer.

Beijos.

Nádia Lopes disse...

Triste Lu!
Não sei o que gerou, mas posso te contar uma história real,o Roberto Marinho disse um dia após uma grande traição: "eu prefiro ser traído pelo meu melhor amigo do que duvidar de toda a humanidade"...eu sei que no auge das dores é difícil crer nisso, mas a maioria das pessoas é do bem, e isso é verdade! beijo, cuida de ti

Dona ervilha disse...

Boa e triste) definição, Lu. Dói quando alguém comete uma maldade e além de nos ferir, ainda consegue convencer outras pessoas de que está certo. Mas o mais importante, até para não deixar de acreditar ou viver com fúria de justiceiro, é saber que dormir em paz é uma benção. Pensa nisso. Beijo.

Luciane Slomka disse...

Ah, Dani. Eu também pensava como tu. Mas, para a tua proteção, começa a acreditar um pouquinho sim. Porque a maldade existe... Bjo!
***
"Não consigo não esperar". Ah, as expectativas que a gente cria, né, J? Obrigada pela contribuição! Bjo.
***
Nádia querida. É verdade. Eu sempre vou acreditar que o bem prevalece. Sempre! Ainda mais enquanto houver pessoinhas como tu no mundo! Beijao!
***
Carmensita! Gracias. Dormir em paz é sim uma benção. Beijão!

Jéssica V. Amâncio disse...

A vida é bem assim. Como diz uma letra do Legião:
"Nem os santos tem ao certo a medida da maldade"

Mas o segredo é a gente acreditar no bem, eu sempre levo uns tombos por aí de quem eu nunca imagino, mas isso é bom para eu descobrir quem realmente vale a pena.

Anônimo disse...

Lu, voce é bondosa,honesta e assim seras sempre bem aceita por todos aqueles que tambem tem estas qualidades.Bjs